fbpx

Se você precisa de uma noção rápida dos custos da empresa, o orçamento das despesas operacionais pode ser sua salvação.

Ter esse controle vai melhor, e muito, sua gestão financeira. Afinal, empreendimentos que não tem o controle das despesas operacionais têm grandes chances de terminar o mês no vermelho.

Quer saber como fazer o orçamento das despesas operacionais? É só continuar lendo esse texto!

O que são despesas operacionais?

São os gastos que não estão ligados a produção de produtos. Em outras palavras, as despesas operacionais são os custos responsáveis por manter a empresa funcionando.

Alguns exemplos mais comuns são folha de pagamento, aluguel, material de escritório, serviços públicos, marketing, seguros e impostos.

Isso tudo significa que as despesas operacionais podem influenciar a rentabilidade da sua empresa, assim como o faturamento.

Por isso, você deve avaliar todas as suas despesas e se perguntar se ela se caracteriza como custo das mercadorias vendidas. Os gastos que não estão diretamente relacionados com a mercadoria ou serviço devem ser classificados como despesas operacionais.

Ter o controle desses gastos é muito importante, pois eles demandam uma boa parte dos recursos da empresa.

A quantidade de despesas operacionais está ligada ao tamanho da empresa e outros aspectos consequentes desse fato.

Por conta dessa qualidade oferecida para os consumidores, esse tipo de empresa também tem uma taxa de retenção de clientes maior e consegue cobrar um valor mais alto por seus produtos e serviços.

Empresas menores apresentam despesas operacionais mais básicas e por isso não gastam tanto com elas. Mas, todo cuidado é pouco. Não é por causa disso que você não precisa de um bom controle de gastos.

Ambas as empresas atuam conforme o seu nicho e modelo de negócio. Conheça seu público-alvo e saiba o que ele espera da sua empresa e o que ele está disposto a pagar pelo que lhe é oferecido.

Além disso, é importante lembrar que o orçamento de despesas operacionais não é o bastante para ter um controle financeiro eficiente. Outras métricas também devem ser levadas em consideração, como margem de lucro e capital de giro para ter o resultado esperado com seu planejamento.

Quais são os tipos de despesas operacionais?

Uma empresa grande possui mais despesas operacionais, pois necessita de funcionários mais classificados para exercer suas funções, além de terem outros gastos, como sistemas de help desk, por exemplo, para melhorar o contato com os clientes. Dentro das empresas existem três tipos de despesas operacionais: comerciais, administrativas e demais despesas.

As despesas comerciais estão relacionadas a gastos com marketing, propaganda, publicidade, comissão de vendedores, transporte para visitar clientes, brindes, fretes, entre outros

Como o próprio nome diz, as despesas administrativas são os salários, impostos, benefícios dos funcionários, contabilidade, água, luz, telefone, seguros, entre outros.

Já as demais despesas são os custos específicos do seu mercado de trabalho, que não se enquadram nas categorias acima.

 

Despesas Operacionais

 

Passo a passo para calcular as despesas operacionais

Como cada empresa tem uma forma de trabalhar, é impossível criar uma fórmula única para calcular as despesas operacionais que seja adequada para todos os tipos de negócio.

Mas, existe uma maneira certa de fazer esse orçamento. Então, fizemos esse passo a passo para te ajudar no processo. Confira!

1- Liste as despesas operacionais

Já conversamos sobre esse passo na explicação do que são despesas operacionais.

Faça uma lista com todos esses gastos para somar os custos separadamente. Cada empresa terá uma lista única porque depende da sua área de atuação, mas existem algumas despesas que não podem faltar, como:

  • Materiais de escritório
  • Honorários advocatícios
  • Seguros
  • Consultoria
  • Gastos com viagens e automóveis
  • Salários e benefícios
  • Contabilidade
  • Manutenção e construções
  • Suprimentos
  • Marketing e propaganda
  • Atendimento ao cliente

Depois de terminar a sua lista, some as suas despesas operacionais com a DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) e outros custos no dia a dia.

Saber exatamente quais são as suas despesas operacionais vai melhorar o seu fluxo de caixa e o orçamento como um todo. Isso porque você irá descobrir como economizar sem perder a qualidade dos seus produtos, serviços e atendimento.

 

 

2- Separe os gastos fixos dos variáveis 

Todos os três tipos de despesas operacionais podem ser fixos ou variáveis.

Os custos fixos estão presentes todos os meses com o mesmo valor. Já os variáveis apresentam uma mudança constante.

Quando você fizer o levantamento de todas as suas despesas operacionais, o próximo passo é definir se elas são fixas ou variáveis.

Para você entender melhor, separamos alguns exemplos.

Custos fixos

  • Salários
  • Pró-labore
  • Seguros
  • Serviços de atendimento ao cliente
  • Campanhas de marketing frequentes

Custos variáveis

  • Conta de água, luz, telefone e internet
  • Campanhas de marketing esporádicas
  • Manutenção de equipamento
  • Material de escritório
  • Gastos com viagens e veículos

Conseguiu entender como funciona a divisão? Se tiver alguma dúvida de onde seus custos se encaixam, é só deixar nos comentários.

3- Avalie as despesas operacionais

Além de analisar todo esse levantamento, é hora de analisar suas despesas operacionais e verificar se elas estão dentro do seu orçamento.

Se alguma estiver muito fora do que foi planejado, você precisa analisar e ver se é possível cortar aquele gasto.

Outra dica é comparar as despesas operacionais ano após ano. É uma forma de ver se você continua gastando seu dinheiro da forma correta e verificar se a empresa está apresentando um crescimento contínuo.

Gostou do nosso conteúdo? Se quiser saber mais sobre o assunto, leia nosso texto sobre o que são despesas operacionais.

Deixe aqui seu comentário