O que é e como funciona o capital de giro?

Como anda o capital de giro da sua empresa? Esse conceito é de extrema importância ao administrar negócios de qualquer porte e segmento de mercado. Afinal, se trata do dinheiro disponível para pagar as contas e manter os seus compromissos financeiros em dia.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo este artigo e descubra tudo a respeito sobre o que é e como funciona o capital de giro? Para tanto, confira as informações contidas nos tópicos a seguir:

  • O que é capital de giro?
  • Como funciona o capital de giro
  • Importância da gestão do capital de giro
  • Como gerenciar com sucesso
  • Software ERP e gestão do capital de giro

O que é capital de giro?

Basicamente, o capital de giro é o dinheiro que está presente na sua empresa, ou seja, o capital, que é usado para garantir a movimentação das suas contas, por isso, é chamado de giro. Assim, serve para custear tanto as despesas do dia a dia quanto a compra de estoque.

Ele também serve para pagar os impostos para o governo, o salário para os funcionários e mesmo para permitir que se venda a prazo, isto é, quando o cliente vai pagar em um futuro próximo. Já o capital de giro está presente na empresa de diferentes formas.

É o dinheiro que está no caixa do seu negócio, nas contas a receber dos clientes e no próprio estoque. Por isso, deve ser bem gerido, afinal, é o que faz com que a sua empresa consiga estar de portas abertas, comprando de fornecedores e vendendo para os clientes.

Como funciona 

Para o seu negócio ser bem administrado, é preciso que o capital de giro tenha uma gestão competente. Afinal, esse dinheiro é parte essencial do controle financeiro que, por sua vez, é essencial para manter um empreendimento em pleno funcionamento.

Para tanto, é preciso saber onde aplicar recursos e de onde obter os recursos necessários para manter os pagamentos em dia, sendo que o capital de giro é o que alimenta ambos os procedimentos. Essa gestão do dinheiro ajuda ainda a ter uma visão mais real do seu negócio.

Isso acontece porque ele pode ter um alto capital de giro, mas não ter dinheiro no caixa, por exemplo. Isso pode ocorrer se o seu estoque estiver cheio e não houver vendas suficientes. O mesmo sucede se houver um grande número de clientes inadimplentes.

Nesses casos, a sua empresa tem dinheiro, mas ele está parado, não está girando. E para girar o capital é preciso que as movimentações financeiras aconteçam como o previsto. Isso quer dizer: o que está em estoque seja vendido e os clientes honrem as dívidas com a sua empresa.

Importância da gestão do capital de giro

Como você pode ver, gerir o capital de giro de maneira apropriado é fundamental para o sucesso do seu negócio. Isso porque quando o dinheiro está sendo movimentado, é possível pagar as contas em dia, evitar prejuízos, honrar compromissos e manter a boa reputação entre clientes e fornecedores.

E quando tudo isso acontece, você também consegue ter uma visão mais nítida da situação financeira da sua empresa. Desse modo, evita, por exemplo, fazer investimentos em momentos inadequados, mas sim, quando há dinheiro disponível para tanto.

Com as contas em dia, é possível ainda comprar artigos dos fornecedores com a regularidade necessária, evitando a perda de vendas por falta de itens em estoque ou de matéria prima para a produção.

Com a gestão do capital de giro é possível ainda acompanhar as finanças dia a dia, fazer prospecções mais assertivas e um planejamento financeiro mais fácil de seguir. Esse controle permite até mesmo se manter firme em momentos de crise e de instabilidade financeira.

Como gerenciar com sucesso

Uma forma eficiente de gerenciar com sucesso o capital de giro é sabendo como calculá-lo. Já que ele sofre influência de diferentes fatores, o primeiro passo é identificá-los, depois, registrá-los e, em seguida, acompanhá-los, dia a dia.

Nesse cálculo podem ser incluídos os aspectos a seguir:

  • Prazos médios de estocagem;
  • Volume e custo das vendas;
  • Compras;
  • Pagamento de compras.

Com essas informações em mãos, basta usar a seguinte fórmula para o cálculo do capital de giro:

CGL = AC – PC,

Onde AC é o ativo circulante (como as contas a receber, entre outros) e PC se refere ao passivo circulante (a exemplo das contas a pagar).

No entanto, mesmo sendo um cálculo simples, exige um alto número de informações. Afinal, hoje em dia, até as empresas pequenas possuem muitas contas a gerir e, por isso, torna-se necessário contar com a ajuda de ferramentas adequadas para essa e outras operações.

Software ERP e gestão do capital de giro

Um ERP online é um grande aliado na gestão do capital de giro da sua empresa e no controle financeiro como um todo. Trata-se de um sistema de gestão empresarial que informatiza os dados, conecta os setores e automatiza os diversos procedimentos.

Dessa maneira, você e a sua equipe conseguem realizar as tarefas cotidianas com muito mais rapidez, sem perder em qualidade e sem sobrecarregar ninguém. Além disso, é possível evitar os erros e enganos comuns de quando é preciso lidar com um grande número de dados.

Com um software ERP a gestão de sucesso do capital de giro da sua empresa está garantida e você pode tomar as decisões mais assertivas para a saúde financeira do seu empreendimento. Além disso, pode usufruir de outros tantos benefícios oferecidos por essa ferramenta.

Entre eles, controle de estoque, emissão de nota fiscal, ordens de serviço e boleto bancário, gestão de frota, relatórios sobre as vendas e a respeito dos demais setores. O software ERP funciona ainda na nuvem, permitindo o seu acesso de qualquer lugar e a qualquer momento.

Dessa forma, você pode gerenciar o capital de giro mesmo à distância, quando estiver em viagens a negócios. Isso também quer dizer que que você consegue acompanhar tudo o que estiver acontecendo no seu negócio mesmo quando não estiver fisicamente na empresa.

Deixe aqui seu comentário